Pular para o conteúdo principal

Postagens

A quem interessa o Golpe?

A quem interessa o Golpe?

Infelizmente entramos em uma nova ditadura. As nossas elites não são gente altruísta e por isso também não são nada democráticas. A palavra "democracia" soa linda nos ouvidos das elites, mas a democracia posta em prática as incomoda. Como sabem que a maioria da população quer as medidas que desagradam as elites, o jeito foi apelar para um golpe e driblar as leis para que seus interesses prevaleçam.
Uma prova disso são as medidas amargas que estão postas para que os interesses exclusivos das elites sejam preservados. A saber: - Impedir que o Brasil se desenvolva e ameace a hegemonia dos EUA; - Vender as maiores riquezas brasileiras a grupos estrangeiros e comprar empresas brasileiras para que estas estejam sob controle internacional; - Garantir lucros estratosféricos do gigantesco empresariado e os meios que os aumentem (juros, por exemplo), impedindo qualquer tipo de limitação para isso; - Doutrinar jovens para que nunca desenvolvam o senso crítico e o discernimento, manten…
Postagens recentes

A intensa campanha de difamação contra Lula

As elites nunca gostavam de presidentes trabalhistas, que governam a favor dos mais necessitados. As pessoas mais ricas, nascidas ou instaladas no Brasil, sempre sonhavam com um governante que estivesse do seu lado, preservando a ganância aristocrática e reservando apenas migalhas às classes dominadas, que eram obrigadas a servir de forma quase escravagista aos interesses mesquinhos das classes opressoras e exploradoras.
Todos os presidentes que demonstraram alguma preocupação com os mais humildes foram difamados, moralmente linchados e de alguma forma, derrubados. Mas para não parecer preconceito de classe, o que traria uma imagem negativa para estas elites (embora para os mais esclarecidos, as elites não consigam enganar), era preciso criminalizar os trabalhistas para justificar o ataque elitista.
Getúlio Vargas, Juscelino Kubitscheck, João Goulart, Lula e Dilma, todos devidamente difamados com ajuda da mídia que é sustentada pelo poder econômico, representado por poderosos empresá…

Sim! Tivemos ditadura no Brasil. O que nunca tivemos foi democracia

Parece que o conceito de "democracia" para as elites é muito diferente do tradicional. Para quem manda no país, "democracia" é um sistema onde as classes opressoras e seus apoiadores decidem e são os únicos beneficiados, lutando para eliminar as classes oprimidas, tratadas como animais selvagens ameaçadores. Pelo menos é essa a ideia que passa quando ouvimos um direitista falar em "democracia" e dizer que "nunca houve ditadura no Brasil".
As elites forjaram uma crise e elegeram a corrupção (que para os leigos significa "qualquer tipo de delito ou crime cometido por políticos") como principal problema do país. Ninguém, mas ninguém mesmo se preocupa com a má distribuição de renda (uma das mais injustas do mundo), este sim a verdadeira raiz de quase todos os problemas brasileiros.
Desde que houve o golpe de 2016, o que assistimos (e sentimos na pele) é um festival de erros que acabarão por destruir o país, entregar as riquezas a estrange…

Quem será o infiltrado do golpe de 2016?

Para um golpe dar certo, um dos ingredientes é a existência de um infiltrado. Um representante das classe opressoras que se metem entre os oprimidos para angariar confiança e com isso, manipular de dentro para evitar o esclarecimento intelectual e consequentemente o surgimento de um subversivo a atrapalhar os interesses das classes opressoras.
Até agora não foi apresentado alguém que pudesse fazer o papel de infiltrado. Alguns ate tentaram classificar o militar Balta, que se infiltrou em um grupo de jovens manifestantes como o "Cabo Anselmo" de 2016. Outros acusam Antonio Palocci de ser o infiltrado da vez. Mas ambos foram desmascarados com impressionante rapidez, o que pode caracterizar um exagero em classificá-los como infiltrados.
Um infiltrado tem que ser alguém que desperte confiança na classe invadida. Ele deve agir de inicio em prol das classes oprimidas, embora mesmo sutilmente demonstre características afins com as classes dominantes e circule livremente entre elas…

A hipocrisia de Gisele Bundchen

Antes de escrever este texto, quero esclarecer que nossa equipe nada tem contra a modelo Gisele Bundchen. Nada contra e nem a favor. Mas o que ela fez é um bom exemplo do que nossas abastadas celebridades são capazes de fazer para forjar bom mocismo e atrair admiração alheia.
Na abertura da edição de 2017 do festival de música Rock in Rio (que só tem rock no nome), a modelo brasileira mais famosa do mundo, hoje fora das passarelas, fez um discurso piegas sobre ecologia e desejo de um mundo mais justo, que pode ter comovido incautos que acreditam na possibilidade de justiça em um mundo cronicamente injusto, mas manteve em sentinela os que conhecem os bastidores da política e das relações humanas.
Bundchen, para piorar, esteve do lado da não menos hipócrita Ivete Sangalo, uma cantora de voz boa mas de repertório inferior ao medíocre e que se encanou de virar proprietária da cultura brasileira, mesmo fazendo música com fins puramente e explicitamente financeiros. Ambas apoiaram o golpe …

Gritar "Fora Temer" não é sinal de consciência política

Parece que uma maneira dos brasileiros demonstrarem suposto conhecimento sobre política e assumir publicamente sua aversão ao golpista Michel Temer. À pessoa dele, não ao golpe. Graças a mídia, todos os estragos que Temer faz ao país são divulgados isoladamente, como se não tivessem relação com o golpe. Como se as reformas fossem necessárias ao bem estar da população quando na prática fará o oposto, levando gigantescas multidões à miséria.
Bom lembrar que ate mesmo a direita está contra Temer, por motivos bem diferentes dos progressistas e da camada que não sabe de que lado está. Para a direita, Temer é um frouxo e deveria aumentar mais ainda a sua já imensa crueldade. A direita espera uma liderança que possa ser uma espécie de "Hitler" discreto e moderado, praticando um suave holocausto, gradual, silencioso e sem nitidez. 
Não me anima ver que cada dia que passa, gritos de "Fora Temer" aumentam. É bom lembrar que mais de 90% dos brasileiros não entende nada sobre…

Zezé di Camargo, o que nunca houve foi uma democracia de fato!

Zezé di Camargo, que se não bastasse ser um cantor ruim de um estilo de música ainda pior, se meteu a falar de política, talvez fingindo s tornar um cantor politizado e soltou uma imensa besteira: disse que no Brasil "não houve uma ditadura". Declaração e repercussão neste link.
O Zezé di Camargo, nascido Mirosmar José de Camargo, merece umas palmadas. Na bunda, pois na cabeça poderia piorar o que já parece ter sido danificado. Poupemos o cascudo na já danificada cabecinha do cantor. Por ser integrante de uma elite, incorporou para si os preconceitos desta elite e construiu as suas convicções com base nestes preconceitos.
O que o cantor breganejo golpista e aecista precisa saber é que a ditadura militar era de fato uma ditadura, encomendada pelos EUA, que queriam a todo o custo impedir o Brasil de ameaçar a hegemonia estadunidense n mundo.
Não sabe o cantor que nunca tivemos uma democracia de fato. O que tivemos foi ensaios de democracia. E todos os verdadeiros democratas f…

Se o "Comunismo" não presta, o que presta afinal?

Os direitistas vem espalhando para todo mundo que o "Comunismo" (nome que eles dão às ideologias progressistas) não presta, que é cruel, que quer matar toda a humanidade, etc. Se aproveitam do desconhecimento político da maioria da população e espalham esta verdadeira mentira, baseada em estereótipos stalinistas que na verdade nunca passaram de deturpação.
Os direitistas, que nunca foram capazes de convencer de forma lógica e racional sobre seus pontos de vista, ainda continuam sem oferecer alternativas àquilo que eles consideram "nefasto", dando a entender que, se caso os aristocratas tomarem o poder, o acaso fará o trabalho de melhorar a sociedade, sem qualquer tipo de planejamento.
A direita na verdade quer o poder pois ela é gananciosa. Não basta ter muito dinheiro. Eles querem também mandar na sociedade. A eterna luta de classes ignorada pelo senso comum, mas bastante ativa na sociedade brasileira desde que o Brasil foi descoberto, fortalece cada vez mais cri…